Padrões de Escalas

Padrões são grupos de notas dispostas em determinada ordem com movimentos repetitivos. Os Padrões são importantes para melhorar sua mecânica, para ajudar a decorar digitações ou shapes de escalas e para improvisação, pois abre outros caminhos dentro da escala sem que você fique apenas subindo e descendo em um shape. Além disso, possibilita novas sonoridades dentro da escala. 

 

É importante que você insira-o dentro do contexto do improviso para que não fique com uma cara de exercício. Por isso você deve explorar os padrões com diferentes ritmos, dinâmica, acentuações e articulações.

 

 

Exemplo 1:

 

No primeiro exemplo veremos um padrão tocado em colcheias, ou seja, duas notas para cada tempo, dentro do shape 1 da escala pentatonica de Lá menor:

 

Shape 1 Pentatonica de Am:

 

 

 

 

 

Exemplo 2:

 

No exemplo 2, iremos utilizar a mesma sequência de notas, porém mudaremos o ritmo. Tocaremos o mesmo padrão com grupos de 3 notas em tercinas, na mesma sequência do exemplo anterior.

 

 

 

Exemplo 3

 

No terceiro exemplo, iremos tocar um padrão com grupos de 4 notas em semicocheias. Veja no vídeo:

 

 

 

 

 

Dicas:

 

- Pratique os padrões utilizando os ritmos básicos, ou seja, mínima, semínima, colcheia, tercinas, semicolcheias etc.

 

- Pratique os padrões utilizando combinações rítmicas.

 

- Procure incorporar os padrões no seu solo. Você pode tocá-lo na escala inteira ou apenas em parte dela. Você não precisa subir e descer completamente a escala utilizando os padrões.

 

- Ouça com atenção os seus solos favoritos e procure identificar neles possíveis padrões. Depois aprenda-os, modifique-os (mudando o ritmo, articulação etc) e incorpore nos seus solos!

 

 

Bons estudos! 

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Harmonia, Solos, Improvisação, Teoria e Percepção no Violão

PRODUÇÃO DE:

Principal > Postagem